20jun

Symborg em 10 perguntas: Conheça a estratégia da Symborg no Brasil com sua diretoria

A agricultura, como muitos outros setores, se encontra em plena transição mundialmente. A Symborg, através da biotecnologia agrícola de ponta, está liderando esta transformação para um modelo mais eficiente, sustentável e rentável.

Agora, a Symborg chega no Brasil para levar esta revolução aos agricultores e produtores de um mercado tão importante para o mundo inteiro como o brasileiro. Qual é a proposta da Symborg? Que valor agregado vai proporcionar à agricultura brasileira?

Conheça as respostas a estas e outras perguntas com Jesús Juárez, sócio fundador e CEO da Symborg; Adriano Roland, Chief Comercial Officer Symborg Country; e Francisco Javier García Domínguez, Chief Marketing Officer da Symborg.

1. Quais são os principais desafios que a agricultura está enfrentando no Brasil?

Existe uma forte discussão sobre a gestão dos recursos para a agricultura de uma maneira geral. Podemos enumerar questões sobre a disponibilidade de nutrientes (fertilizantes) e insumos no geral, no que diz respeito a sua quantidade e impacto no meio ambiente, custos, logística e o seu uso correto na agricultura a fim de conseguirmos o máximo de resultado e, no caso de produtos de proteção de cultivo, longevidade do seu uso dentro do manejo dos cultivos. A palavra que vem sendo muito usada para isso é sustentabilidade nas mais diversas visões em cada um dos seus segmentos de mercados.

Devemos construir um modelo de agricultura sustentável que significa otimizar os recursos disponíveis, maximizando a produtividade dentro de uma operação lucrativa, respeitando o meio ambiente e a segurança das pessoas.

Adriano Roland, Chief Comercial Officer Symborg Country

 

2. O que a inovação em produtos biológicos da Symborg pode proporcionar ao mercado brasileiro?

Uma empresa como a Symborg, estruturada a partir de tecnologias biológicas desde a construção do seu portfólio e do seu modelo de fabricação é algo que está em linha com o modelo de negócio atual, tanto para B2C quanto para B2B. Buscamos sinergia com empresas, distribuidores e agricultores com a mesma visão estratégica de negócio e estamos prontos para isso.

Nosso portfólio atual e o pipeline trazem dois pontos muito importantes: primeiro que temos nosso futuro em nossas mãos e segundo que vamos continuar introduzindo ferramentas transformadoras nos próximos anos na forma de produtos diferenciados, alinhadas com o conceito de sustentabilidade que já mencionamos anteriormente e colaborando para a evolução do agronegócio.

Adriano Roland, Chief Comercial Officer Symborg Country

 

3. Qual é a proposta de valor da Symborg neste sentido? 

A Symborg ajuda o agricultor a produzir mais consumindo menos recursos, a ser mais eficiente e sustentável ao mesmo tempo. Além disso, como valor diferencial, temos nosso modelo baseado na proximidade com o agricultor. A inovação da Symborg começa no campo. Escutamos o agricultor e o consumidor, entendemos suas necessidades e buscamos soluções através da biotecnologia. Por isso, contamos com mais de 100 técnicos em campo.

Do ponto de vista da inovação, graças às nossas soluções biotecnológicas, o agricultor pode maximizar suas colheitas minimizando seu impacto ambiental, através de inoculantes, biofertilizantes e soluções de biocontrole baseados em microrganismos e biomoléculas. Com estas soluções inovadoras, lideramos a transformação do modelo agrícola para um modelo eficiente, rentável e sustentável.

Francisco Javier García Domínguez, Chief Marketing Officer

 

4. Por que o Brasil é um mercado estratégico para a Symborg?

Brasil é o maior produtor de alimento do mundo e onde existe a maior diversidade em agricultura, bem como adoção de novas tecnologias e em constante movimento. Symborg é uma empresa que vem para ajudar nessa transformação. Faz parte do nosso DNA e temos certeza de que vamos ajudar ao produtor, ao agronegócio brasileiro nessa jornada de produzir cada vez mais e melhor.

Em todos os países que Symborg está presente estamos transformando o modelo produtivo, principalmente no que diz respeito ao manejo do microbiota do solo, tornando todo o sistema muito mais eficiente e em consequência, proporcionando mais produtividade e qualidade. Os resultados dos trabalhos feitos desde que chegamos aqui em 2020 mostram que o mesmo vai acontecer no Brasil.

Adriano Roland, Chief Comercial Officer Symborg Country

 

5. Estamos preparados para fazer a transição a esse novo modelo proposto pela Symborg?

Sim, sem dúvida. Na Symborg, defendemos que já estamos em condições de fazer a transição para outro modelo. Por isso, lideramos internacionalmente esta transformação do modelo agrícola para um modelo eficiente, sustentável e rentável. Por exemplo, atualmente a Symborg já oferece ao mercado a tecnologia de ponta para reduzir o impacto ambiental com produtos mais sustentáveis e eficientes, complementares aos manejos agrícolas atuais.

Na história da agricultura, houve grandes soluções químicas que contribuíram para que a alimentação mundial se tornasse mais econômica, segura e saudável. Graças à PD&I – no caso da Symborg, temos o respaldo de mais de 1 milhão de horas de pesquisa –, e cerca de 4 milhões de hectares tratados com nossos produtos no último ano em todo o mundo, já estamos em condições de oferecer alternativas eficazes que permitem reduzir essa dependência dos produtos de síntese.

Além disso, o agriculto e o consumidor estão buscando este tipo de solução. A prova disso é que o mercado de biológicos para a agricultura cresce cerca de 15% anualmente em todo o mundo.

Francisco Javier García Domínguez, Chief Marketing Officer

6. Que vantagens as soluções da Symborg oferecem para o produtor?

O produtor, o consumidor e a Symborg têm um mesmo objetivo em comum: buscar a eficiência reduzindo a pegada ambiental da produção de alimentos. Conseguir mais com menos. O agricultor é o primeiro interessado em fazer o uso mais eficiente possível dos recursos naturais sem ver diminuídas sua produtividade ou sua rentabilidade. Nossas soluções lhe permitem conseguir isso.

As soluções da Symborg permitem ao produtor, entre outros benefícios:

  • melhorar o crescimento, a qualidade e a produtividade das colheitas com o mínimo de recursos
  • fazer um uso mais eficiente da água
  • aumentar a tolerância das plantas em condições de estresses abióticos, como a estiagem e a salinidade
  • otimizar o uso de fertilizantes limitando a perda de nutrientes no meio e, portanto, a contaminação de aquíferos
  • ajudar a assimilação de nutrientes como nitrogênio, fósforo, cobre ou ferro, entre outros
  • evitar a degradação dos solos, melhorando sua qualidade e mantendo-o em condições ótimas de cultivo
  • contribuir para a captação de CO2 reduzindo os gases de efeito estufa e combatendo a mudança climática
  • ajudar na descontaminação de metais pesados dos solos
  • estabilizar o funcionamento ecológico e a produtividade dos ecossistemas
  • adaptar suas práticas às regulamentações ambientais
  • melhorar a qualidade da produção, aumentando o calibre e as propriedades nutricionais e organolépticas
  • ajudar no controle de pragas e doenças com soluções biológicas, sustentáveis e adequadas para o manejo de resistências

 

Francisco Javier García Domínguez, Chief Marketing Officer

7. Quais são os desafios de futuro que o setor enfrenta mundialmente?

Sustentabilidade e digitalização. A biotecnologia (microrganismos, biomoléculas e produtos de origem biológico) e as ferramentas digitais em seu sentido mais amplo (Big Data, agricultura de precisão, uso de satélites, sensores, blockchain, etc.) são os motores da transformação agrícola, e devem ir juntos indispensavelmente.

Graças à biotecnologia e à agricultura de precisão, conseguimos um uso mais eficiente dos recursos e estamos em condições de otimizar os insumos agrícolas às necessidades dos cultivos. Dessa forma, vamos reduzir custos de produção, diminuindo o impacto ambiental, ao mesmo tempo que melhoramos a qualidade e a rentabilidade das colheitas.

Por outro lado, destacamos a digitalização, o uso da digitalização para obter e processar dados, entender quais são as necessidades nutricionais do cultivo em cada momento, para a predição de doenças ou pragas, juntamente com o emprego das soluções biotecnológicas que dão resposta a tudo que mencionamos antes de uma forma sustentável, eficaz e rentável, é um binômio indissociável. Na Symborg, não concebemos P&D de novos produtos sem a ajuda de ferramentas digitais como a biotecnologia computacional.

Além disso, devemos acabar com a desigualdade tecnológica que o mundo rural experimenta às vezes. Fixar a população no meio agrícola é diminuir as barreiras de igualdade de gênero.

Jesús Juárez, sócio fundador e CEO

 

 

8. Como foi percebida a evolução do mercado em 2021 e até agora em 2022?

Acho que 2021 foi um bom ano para a agricultura em geral e também para o mercado de insumos agrícolas, que cresceu apesar de estar vivendo um momento complicado com a problemática das matérias-primas.

De 2021, destacaria também a evolução do mercado para a sustentabilidade em todo o mundo. Há uma clara aposta por parte da sociedade, que promoveu o consumo de soluções biológicas no âmbito da agricultura. Na Symborg, estamos percebendo isso nas nossas nove filiais, na Europa, América e Ásia, e tanto em cultivos intensivos quanto extensivos, desde a fruta e consumo em estado fresco, até cereais e grãos.

Jesús Juárez, sócio fundador e CEO

 

9. Quais foram as surpresas mais positivas para seu negócio em 2021?

Após uma pandemia mundial como a da covid-19, a aposta do consumidor na sustentabilidade é mais forte. Sem dúvida, uma surpresa positiva para promover uma nova agricultura que reúne critérios de rentabilidade com parâmetros de sustentabilidade.

Começamos a ver que o cidadão busca uma maior transparência nos produtos que compra, interessando-se pela rastreabilidade de como foi cultivado ou produzido, bem como seu impacto ambiental. Essa tendência fez com que as grandes indústrias agroalimentares de todo o mundo e as redes de supermercado integrassem agricultores sustentáveis nas suas estratégias. O agricultor sustentável e a biotecnologia agrícola se mostram grandes parceiros das agroindústrias para conseguir, por exemplo, a redução da sua pegada ambiental.

Jesús Juárez, sócio fundador e CEO

 

 

10. De onde você acha que virão as maiores inovações no setor agrícola internacional?

Acho que de avanços técnicos em produto, de todas aquelas soluções biológicas e sustentáveis que sejam capazes de reduzir o uso de matérias-primas minerais.

Já estão sendo inovadoras as soluções que proporcionam nitrogênio de forma biológica ao cultivo diretamente do ar, como é o caso da tecnologia BlueN desenvolvida pela Symborg e atualmente comercializada pela Corteva Agriscience em todo o mundo. São alternativas que marcam um antes e um depois na gestão de um dos grandes desafios para o agricultor, como o uso eficiente e sustentável de Nitrogênio. Também serão inovadoras todas aquelas soluções que permitam captar fósforo do solo, que sejam capazes de fixar CO2 e, em resumo, reduzir a pegada de carbono.

Na Symborg, já vínhamos trabalhando nessa linha graças aos microrganismos e biomoléculas, e acreditamos que parte das inovações de produto que virão daí. Microrganismos que, além de ajudar as plantas, o solo vivo e a produtividade, também estão contribuindo para reduzir a pegada de carbono.

Jesús Juárez, sócio fundador e CEO